A iluminação automotiva é um dos itens de maior importância de um carro. Sua função é oferecer maior noção de direção na estrada, agregando mais segurança para o sua condução.

Mas você sabe qual é a ideal para o seu veículo? Sabe qual a diferença entre as lâmpadas?

Confira o artigo que nós do AutoZ fizemos, explicando as diferenças entre elas e qual a melhor opção para cada veículo!

As luzes do carro incluem:

Faróis

Existem dois tipos de faróis: feixe baixo e feixe de alta. Estas luzes permitem que o motorista veja a estrada no escuro, enquanto também sinaliza aos outros motoristas que um carro está presente. As vigas baixas fornecem uma distribuição de luz para dar iluminação frontal e lateral adequada sem blindar outros usuários da estrada com brilho excessivo. Os feixes altos fornecem uma distribuição de luz intensa e ponderada no centro sem controle particular de brilho e só devem ser usados ​​quando não há carros visíveis à sua frente (indo ou vindo).

 

Luzes traseiras

As luzes traseiras são necessárias para produzir apenas luz vermelha na parte traseira do veículo de modo que estejam acesas sempre que os faróis estejam ligados, isso ajuda os motoristas que viajam atrás de você a reconhecer que você está lá e a sua distância.

 

Luzes diurnas

Estas luzes estão localizadas tanto na frente como na parte traseira do carro e geralmente ligam-se automaticamente. Embora em alguns carros você tenha uma opção para desligá-los, elas são projetadas para oferecer maior visibilidade para outros veículos.

Faróis de neblina

Localizados perto dos faróis, mais próximo do chão, sua função é melhorar a visualização do chão e não para uma longa distância, além de iluminar as laterais da pista através do reflexo. Estes devem ser utilizados durante a neblina quando os faróis normais não são eficazes.

 

Luzes de sinalização

Também conhecidos como sinais de mudança de direção ou “pisca-alerta”, estes estão localizados na parte frontal e traseira do carro. Quando ativados, eles indicam a outros motoristas que você em breve estará “dobrando” (na direção indicada do sinal) e, provavelmente, estará desacelerando para fazê-lo.

 

Luzes de freio.

Localizados ao lado das luzes traseiras, eles sinalizam os motoristas que você está parando. Eles só são ativados quando você aplica o pé nos freios, no entanto, você precisa garantir que eles sejam devidamente mantidos e não queimem.

 

Lâmpadas de condução

Sua função é iluminar o interior do carro para que o passageiro ou motorista verifique com segurança mapas e direções, ou precise localizar itens e objetos. Não recomendamos o uso por longos períodos.

Como escolher a lâmpada ideal

Este guia te ajudará a escolher quais os faróis que melhor atende as suas necessidades. Falaremos a seguir sobre os tipos de faróis e as principais modalidades de lâmpadas disponíveis no mercado: halogênio, Xenon e LED.

 

Tipos de faróis

Todos os faróis têm a mesma função principal, que é iluminar a estrada na frente do veículo. No entanto, eles diferem em termos dos tipos específicos de lâmpadas que eles usam para fornecer luz.

As três lâmpadas principais que são usadas nos faróis são halogênio, Xenon e LED. Os faróis podem ser classificados de acordo com a tecnologia de iluminação específica que utilizam.

 

Farol de halogêneo

O halogênio refere-se a um membro de um certo grupo de cinco produtos químicos que são muito reativos e venenosos. Estes produtos químicos são classificados como não-metais.

As luzes do carro de halogêneo são usadas nos faróis, cada lâmpada possui um filamento de tungstênio fino e uma cápsula de filamento de vidro cheia de gás halógeno. O gás roteia o tungstênio para o filamento, de modo que regenera o filamento cada vez que o farol é ligado e usado.

 

 

Farol de xenônio (Xenon)

Xenon é um gás altamente não-reativo que é incolor e inodoro. Pode ser encontrado em pequenas quantidades na atmosfera e pode ser extraído do ar liquefeito para ser utilizado para fins comerciais. O xenônio é comumente usado nos faróis e é utilizado em algumas tecnologias de iluminação automotiva baseadas em filamentos.

Uma lâmpada de xenônio emite uma luz branca e limpa, também pode ser usada em iluminação HID (descarga de alta intensidade). Uma lâmpada HID não possui um filamento, em vez disso, ela usa um sistema selado com gás de xenônio que gera luz através de uma carga elétrica que inicia um arco entre dois eletrodos.

Vale lembrar que o uso do xênon não é permitido pelo Detran, a menos que o seu veiculo já venha com esse acessório de fábrica.

Farol LED

O acrônimo “LED” significa “Diodo emissor de luz”. É um diodo semicondutor que emite luz quando a tensão é aplicada a ele.

O LED é um display popular e tecnologia de iluminação que é usado em vários tipos de produtos elétricos e eletrônicos. O LED produz luz em menos de um hemisfério, isso significa que precisa ser resfriado pelas costas. Como resultado, um farol LED pode exigir um design diferente dos faróis de halogêneo e xenônio.

Um farol LED pode potencialmente vir em projetos diferentes porque o seu tamanho pequeno torna-o versátil.

 

Tá, mas qual é a melhor opção?

Fizemos uma tabela comparando as vantagens e desvantagens de cada uma. Confira:

Tipo de luz Vantagens Desvantagens
Halogênio Emite luz brilhante; tem uma longa vida útil; baixo custo de reposição; tipo popular de farol Gera excesso de calor; desperdiça energia; Manuseio cauteloso necessário ao substituir a lâmpada; reativo a outras substâncias
Xenon Fornece boa iluminação; mais eficiente em comparação com o halogênio; usa menos energia; vida útil mais longa do que faróis halógenos Caro; pode causar um brilho severo a outros motoristas devido a intensidade da sua luz
Led Precisa de pouca energia para trabalhar; consumo de energia baixo e eficiente; tamanho pequeno; pode ser projetado de forma diferente por seu tamanho Caro; gera calor e precisa de mais arrefecimento para funcionar do que faróis de halogênio e xenônio

Este é apenas um resumo dos respectivos prós e contras dos faróis de halogêneo, xenônio e LED.

Os faróis de halogêneo podem ser melhores para os compradores que possuem um orçamento limitado, uma vez que esses tipos de luzes proporcionam um bom desempenho por um custo relativamente menor do que outros tipos de faróis.

Os faróis de xenônio, por outro lado, podem ser ideais para os compradores que valorizam a iluminação brilhante porque emitem uma luz muito forte. Já os faróis LED podem ser apropriados para compradores que priorizem o consumo eficiente de energia.

Um tipo de farol não é necessariamente melhor ou superior aos outros, embora possa ser uma escolha mais apropriada para certos compradores.

Agora que você já sabe quais as diferenças, acesse o nosso site! Lá você encontra diversas linhas de iluminação automotiva.

E se ainda estiver com dúvidas, entre em contato conosco pelo nosso whatsapp, e teremos prazer em respondê-lo.

Até a próxima! ?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *