Posts

Apesar das aparências, ter um som automotivo de qualidade não é tão complicado assim. Claro que tudo depende do nível de qualidade desejado para o projeto, mesmo assim é possível estruturar um equipamento eficiente dentro de um limite compatível de gastos.

Antes de qualquer coisa, é preciso enfatizar que ter um som de qualidade não é sinônimo de um som potente. Muitas pessoas se confundem nesse ponto. O aspecto mais importante a ser considerado é ter um som cristalino, sem chiados, nem ruídos e interferências.

Com intuito informativo, nós do Blog da AutoZ preparamos um conteúdo bem legal para você que tem dúvidas de como montar um som automotivo de qualidade. Confira:

 

Tratamento acústico do veículo

O primeiro ponto a ser levado em consideração é o tratamento acústico do carro. Isso garante que o seu sistema de som automotivo não “perca” as frequências sonoras que podem ser captadas pelo aparelho auditivo humano. Esse tratamento acontece com a aplicação de materiais como vidro duplo, espumas e mantas, principalmente, no porta-malas, nas portas e no teto. O tratamento acústico agrega valor ao veículo e ainda proporciona extrema qualidade de som na hora de ouvir música.

 

Processador de áudio

Também conhecido como “timing correction”, um bom processador de áudio é extremamente importante para a qualidade de desempenho do seu som automotivo. Sua função é fazer os ajustes de tempo, posicionando cada uma das frequências sonoras nos locais corretos.

 

Os alto falantes

Os alto falantes nada mais são do que os reprodutores de áudio. Um reprodutor de qualidade é aquele que não acontece nenhum tipo de distorção do som. Normalmente, os componentes são formados pelo conjunto de um Woofer (mid-range/mid-bass) para frequências médias, um Tweeter para frequências agudas e um Crossover, que funciona como um divisor de frequências. As frequências graves são comandadas pelo Subwoofer.

Lembre-se também

É importantíssimo que as características básicas de segurança do veículo sejam mantidas. Sempre considere ter fácil acesso ao estepe no porta-malas, caso necessário. Além disso, se o som instalado for mais potente, analise bem a possibilidade de adquirir uma bateria extra.

 

Tem mais alguma dúvida sobre como montar o seu som automotivo? Deixe seu comentário ou se preferir fale conosco pelo nosso whatsapp, que teremos o prazer em respondê-lo.

 

Com tantas opções disponíveis por aí, é um tanto quanto complicado saber qual tipo de alto-falante comprar para o sistema de som do seu carro. Não há a necessidade de se tornar um especialista, mas saber pelo menos o básico já pode te ajudar bastante nesse processo.

Com intuito informativo e para te ajudar a entender melhor cada um dos modelos, nós do Blog do AutoZ preparamos um post com os principais tipos de falantes para carro que você encontra no mercado.

Tire suas dúvidas antes de comprar um alto-falante.

 

O que é um alto-falante?

O alto-falante é definido como um transdutor com capacidade de converter energia elétrica em energia acústica.

 

Quais os tipos de alto-falante automotivo?

Tweeter

É o sistema que tem a função de distribuir espacialmente a música. Eles não são grandes e são responsáveis, dentro do sistema como um todo, por reproduzir com potência as frequências mais agudas 6.000Hz a 20.000Hz. Eles devem ser instalados em posições mais altas, direcionadas aos ouvidos dos ocupantes do veículo.

Coaxial

Ele tem a função de reproduzir a grande maioria das frequências emitidas pelos instrumentos musicais que compõem uma música, com exceção do dos baixos e o bumbo da bateria. Traz consigo um Tweeter e um Woofer na mesma peça. Para sua melhor performance, é indicado que ele seja utilizado em conjunto com outros falantes que reproduzem outras frequências, como um Woofer ou um Subwoofer, por exemplo.

Triaxial

O alto-falante Triaxial, na realidade, é a junção de um Mid Bass, mais Mid Range e um Twitter. É o tipo mais utilizado pelas fabricantes de veículos e o mais procurado por quem não quer gastar muito dinheiro na montagem do seu som automotivo.

Mid-Range

Conhecido apenas como Mid, este equipamento tem capacidade para reproduzir a frequência da grande maioria dos instrumentos musicais, porém tem maior eficiência na reprodução da voz humana. Ele trabalha com as frequências médias, que vão de 300 Hz a 5.000 Hz. São bem pequenos, possuindo menos de 8″.

Woofer

É o alto-falante que possui maior área e é responsável pela reprodução das frequências entre de 50 Hz e 5.000 Hz, sons graves, médio-graves e uma pequena parcela dos médios. Em referência aos instrumentos musicais, é responsável por reproduzir o som do bumbo, dos tambores, das teclas graves do piano e do contrabaixo, por exemplo.

Subwoofer

É a grande paixão dos aficionados por Som Automotivo, pois dizem que ele é responsável por reproduzir os sons que não podem ser escutados, mas sim sentidos. Isso acontece porque ele trabalha com frequências muito baixas, na maioria das vezes abaixo de 45Hz.

 

Tem mais alguma dúvida os tipos de falante? Deixe seu comentário ou se preferir fale conosco pelo whatsapp que teremos o maior prazer em respondê-lo.

O AutoZ trabalha com as melhores marcas do mercado: JBL, Bomber, Pioneer, Arlen, Stetsom e Hinor.